Por que preciso de um relógio de ponto?

O relógio de ponto permite que você controle os horários de trabalho de seus colaboradores e reduza custos com horas extras indevidas. Além de garantir segurança jurídica, atendendo as normas do Ministério do Trabalho e evitando ações trabalhistas.

O uso do relógio ponto é obrigatório?

De acordo com a CLT, o controle da jornada de trabalho é obrigatório para estabelecimentos com mais de 10 funcionários. Esse controle pode ser manual, mecânico ou eletrônico:

  • Manual é o sistema de anotação simples em um livro ponto;
  • Relógio de ponto cartográfico é o sistema que imprime os horários em cartões de ponto;
  • Ponto Eletrônico são sistemas que fazem a identificação do usuário por meio de cartões, biometria ou teclado e processam essas informações em um software.

E por que usar um relógio de ponto homologado?

Desde 2011, as empresas que optarem por um sistema de ponto eletrônico, também conhecido como ponto digital, devem usar relógios de ponto homologados pelo Ministério do Trabalho, que atendam a Portaria 1510/2009 do MTE, a qual apresenta as seguintes regras: O relogio de ponto deve emitir um comprovante impresso de cada registro efetuado. Não é permitido restringir o horário de marcação de ponto, nem realizar marcações automáticas ou alterar os dados das marcações realizadas por seus colaboradores.

A Portaria 1510 estabeleceu diversos requisitos para o relógio de ponto, identificado pela sigla REP, Registrador Eletrônico de Ponto, assim como para os sistemas que farão o tratamento dos dados coletados pelo REP, estabelecendo formatos de relatórios e arquivos digitais de registros de ponto que o empregador deverá manter e apresentar à fiscalização. Para saber mais sobre as regras para ponto eletrônico editadas pelo Ministério do Trabalho visite a nossa página com Perguntas e respostas sobre a Portaria 1510 do MTE.

Relógio de ponto aprovado pelo INMETRO

A partir de abril de 2016, os fabricantes de relógio de ponto, deverão produzir apenas relógios aprovados pelo INMETRO, saiba porque:

Com o objetivo de garantir que os relógios de ponto  apresentem requisitos mínimos para que registrem fielmente as marcações de ponto, o Ministério do Trabalho delegou ao INMETRO as atividades de planejar, desenvolver e implementar o Programa de Avaliação da Conformidade dos Registradores de Ponto Eletrônico, REP e determinou que a partir de  01 de abril de 2016 os fabricantes produzam apenas relógios aprovados pelo INMETRO.

Ter a aprovação do INMETRO significa que o relógio de ponto que você usa segue normas técnicas específicas, que passou por testes e ensaios e que você tem um relógio de ponto digital que vai lhe oferecer segurança jurídica e integridade das marcações efetuadas no relógio.

Existem soluções alternativas?

Pensando em alguns segmentos do mercado, o Ministério do Trabalho determinou através da Portaria 373/2011 que, mediante acordo coletivo com o sindicato, algumas organizações podem utilizar um sistema eletrônico alternativo  de controle de jornada. Mas atenção: Além de possuir o acordo sindical, existem requisitos mínimos para o sistema alternativo que devem ser seguidos.

Antes de comprar pesquise se o acordo coletivo de sua empresa prevê  o uso de soluções alternativas. Em caso positivo conheça nosso ponto eletrônico que atende a Portaria 373 em todos os requisitos determinados pelo MTE.

Por que optar pelas soluções da Topdata?

Com mais de 20 anos de experiência na fabricação de relógios de ponto, podemos oferecer a solução ideal para sua empresa, desde o tradicional relógio ponto cartográfico para controle mecânico das marcações de seus funcionários, até equipamentos com as mais modernas tecnologias como o relógio de ponto digital para verificação biométrica da impressão digital.

Para comprar relógio de ponto confiável, com qualidade comprovada e preço adequado ao seu orçamento, procure pelos relógios Topdata.

Um relógio de ponto para cada necessidade:

Ponto eletrônico homologado pelo Ministério do Trabalho e aprovado pelo INMETRO
Relógio de ponto biometrico
Relógio ponto cartográfico
Controle de ponto de acordo com a Portaria 373 do MTE
Sistema de ponto eletrônico

Confira abaixo alguns artigos do nosso blog sobre relógios de ponto:

Banco de horas gera redução de custos

Redução de custos utilizando banco de horas Muitas empresas convivem com ciclos de alta demanda de trabalho alternados com ciclos de baixa demanda. Essas variações podem ocorrer dependendo da sazonalidade da operação da empresa ou mesmo ao longo de um mesmo mês,... ler mais

Comprovante de ponto é segurança para o trabalhador

O comprovante de registro de ponto do trabalhador é o documento impresso para o empregado acompanhar, a cada marcação, o controle de sua jornada de trabalho. Em 5 de dezembro de 2013 o Inmetro publicou a Portaria 595 na qual define quais dados devem ser exibidos no... ler mais

5 motivos para atualizar já seu relógio de ponto

Desde setembro de 2009, quando o Ministério do Trabalho e Emprego publicou a Portaria 1510 que regulamenta o uso do controle de ponto eletrônico nas empresas, o tradicional relógio de ponto evoluiu muito e até mudou de nome: O relógio de ponto eletrônico passou a ser... ler mais

Reduza seu custo com horas extras

Em toda empresa as vezes é preciso que o empregado fique até um pouco mais tarde para terminar uma tarefa urgente ou para dar conta de alguma demanda imprevista, nesse caso o empregado tem merecidamente direito a receber pelas horas extras de trabalho. Mas essas são... ler mais

Selo Inmetro

Você sabia que a partir de Outubro de 2015, estará proibida a fabricação de relógio de ponto que não tenha o selo INMETRO?

ler mais

Relógio de ponto aprovado pelo INMETRO

A partir de o1 de Outubro de 2015, os fabricantes de relógio de ponto, deverão produzir apenas relógios aprovados pelo INMETRO, garantia de conformidade legal e técnica no controle de ponto.

ler mais

Legislação sobre o controle de ponto

Saiba um pouco mais sobre a legislação que regulamenta o uso de sistemas de controle de ponto no Brasil, regras para uso de relógio de ponto eletrônico, controle de jornadas e tolerância no horário das marcações.

ler mais

Compartilhe

compartilhe com seus amigos